Mais uma noite em claro. Cada tentativa de dormir me levam a rápidos sonhos ruins.
Mais um dia sem você. Jeito duro de aprender isso.
Tô sentindo falta do seu cheiro. Ahhh, como eu daria qualquer coisa pra você passar essa noite comigo, roubando minha coberta, ocupando todo o espaço.
Parece com um fim. Ainda bem que não é. E então eu mantenho a expectativa de te encontrar algum momento e poder te abraçar, bem forte. Que saudade desse abraço.
A cabeça tá a mil, procurando 1001 maneiras de não passar por isso novamente. É ruim.
Eu queria te falar tanta coisa, te perguntar outras, compartilhar coisas bobas…
Não demora pra voltar. Por favor!
Eu amo você!
Você me mostrou um lado bom da vida que eu julgava não servir pra mim.

O beijo que mudou tudo

Um ano. Exatos 365 dias de uma total mudança de rumo em nossas vidas.

image

 Era pra ser mais uma balada que eu te chamei em cima da hora pra ir com minhas amigas. Você é a melhor pessoa pra chamar pra sair. É do tipo: “Bora?” “Bora!”. Como não querer que você participe de tudo.
Emendamos o álcool de sexta na ressaca de domingo. E sabe quem tava comigo mais um fim de semana? Você! O cara do “Bora? Bora!”.
Um ano desde que eu te pedi ajuda pra respirar, e enquanto cuidava de mim, me deu o melhor beijo e mais inesperado que já provei na vida. Tanto que quando o primeiro acabou, já te puxei pro segundo. Quando o segundo acabou, já fingi que tava passando mal de novo pra ver se rolava o terceiro, quarto, quinto… E assim por diante, a noite toda. É que noite! Uma noite igual aquela acontece uma vez na vida.
Ainda bem que aquele beijo veio pra ficar. Ainda bem que você insistiu. Sua atitude louca, me levou a uma atitude mais louca ainda e hoje estamos aqui, juntos. Quem diria?
Hoje pela manhã, quando acordei pra te chamar, lembrei que um ano atrás, eu queria ficar longe de você. Mas ontem à noite, fiquei torcendo pra você não desistir de dormir comigo porque tinha que madrugar hoje. Ontem, quando você dormiu e eu fiquei acordada mais um pouco, te olhava e pensava o quanto a gente se dá bem. Esse nosso amor que passa por tudo. Esse amor, que, graças a sua insistência, tá crescendo cada vez mais. Tá cada dia mais firme. Esse amor que a gente custou a se entregar… Mas que tá levando nossa relação longe.
Há um ano era só um beijo. Hoje, se trata de amor. Daqui poucos meses, faz um ano que oficialmente nos entregamos a isso. E de tudo que aconteceu, eu só tenho uma certeza: EU TE AMO! Não esqueça nunca disso. 

O tempo passa…

É, o tempo passa… E muito coisa muda. Com a gente não seria diferente. Muito mudou. Desde aquele primeiro beijo, há quase um ano, muito mudou.

Mudança boas e ruins. Mas tudo faz parte da vida.
Entre a gente, o que era amizade virou namoro. A paixão já é amor. E a gente já se conhece bastante.

Há oito meses te chamo de meu namorado. Há oito meses eu não escondo o quanto te amo. Há oito meses eu venho aprendendo que não se pode por um fim na primeira discussão, e era o que eu fazia antes de me apaixonar por você. Na verdade, antes de você, eu procurava vários motivos pra não permanecer com ninguém.

image

Há pouco mais de oito meses, minha preocupação com você toma conta dos meus dias. Quero saber se dormiu bem, se comeu, se está bem… quero cuidar e te proteger. Do meu jeito, mas quero.

Há oito meses, eu acordo uma noite ou outra, quando você está comigo, só pra te olhar e te fazer carinho. Sim, eu gosto muito disso! Há oito meses eu aceitei te ter comigo. Há oito meses eu sabia que dali em diante, um estaria sempre com o outro, nas horas boas ou ruins.
Há oito meses, você resolveu querer aguentar minha tpm. Ou achou que ia continuar se livrando disso? Rs.
Há oito meses muita coisa vem acontecendo. Há oito meses a gente briga e se ama em minutos.

Há oito meses eu te amo!

Há oito meses somos nós dois!

Mah